Como conquistar (e manter) um amor?





“Uma das principais tarefas do amor é prestar atenção às pessoas”
(James C. Hunter)


Apenas me escute, me ouça. Não me diga como agir, me presenteie com a sua atenção, olhe realmente para mim e em silencio me faça entender, me faça sentir que - independente se concorda ou não comigo - você me ouve, está realmente prestando atenção em mim.

Depois de ler o quase apelo acima você pode pensar, mas isso é muito fácil, eu paro e escuto o que a pessoa tem a me dizer e pronto, nota 10 para mim! Totalmente errado! Ouvir o companheiro(a) de verdade vai exigir que você, por alguns instantes se esqueça de você, se desnude de egoísmo, de egocentrismo e das próprias verdades.Ouvir requer paciência, humildade e muito mais amor, interesse real pelo próximo. Isso tudo junto é extremamente difícil, você terá pensamentos não muito nobres como por exemplo: ‘Chega! O futebol começa em 10 minutos!’ ou ainda ‘Tá bom amor, mas a novela está quase no final’.

E o outro, o que quer falar fica ainda mais vazio e por incrível que pareça até culpado, afinal, tantas coisas acontecendo no mundo e eu querendo falar... Mas não é só no ouvir que demonstramos amor, mas sim no olhar o outro e perceber se hoje o riso não vem tão fácil, se os olhos estão menos brilhantes, se o beijo foi menos apertado.

Sim, a vida é a soma desses ‘pequenos’ e tão significativos detalhes. Você vai reclamar, vai dizer que tudo isso é cansativo, que é muito mais fácil sentar na frente da TV com uma geladinha nas mãos e deixar a vida rolar, fluir.

E realmente é mais fácil sim, mas quem disse que amar era fácil? Existe uma frase de uma atriz dos anos 30 (Zsa Zsa Gabor) que diz: “Vinte homens (mulheres) em um ano é fácil; um homem (mulher) durante vinte anos é o verdadeiro problema”.

Vigilância constante e uma coisa a mais, algo muito importante, apreciação pelo outro, isso mantém a paixão acesa. Quando eu me arrumo me elogie, quando eu tiro a barba repare, quando mudo a cor do meu esmalte teça um comentário, quando eu te levo a um restaurante caro e pago tudo, por favor, aproveite.

O ser humano deseja, anseia ser apreciado, sinceramente apreciado. Portanto, se você quer conquistar alguém, de verdade, você não precisa ter um carrão, nem se preocupe com a chapinha, não importa se você vai levar sua mulher em uma super-balada ou no boteco charmoso, esqueça se você está com uns quilinhos a mais, se a calça é de marca ou você esqueceu de passar batom.

Sentem-se, um na frente do outro e ...se escutem, se apreciem e ai sim, deixam a vida fluir, a química está feita, o vazio é preenchido, e que legal, você não está mais sozinho. O caminho pode ser longo, as vezes árduo mas acredite, tem alguém esperando você dar o primeiro passo, afinal, uma jornada, mesmo longa junto com alguém especial é muito mais fácil.

2 comentários:

  1. Luciana Moreira da Costa14 de agosto de 2009 07:25

    Que texto maravilhoso,real, sincero e profundo, todos queremos um pouquinho de atenção e é tão pouco o necessario para fazer alguem feliz. Parabéns e repassarei a todos meus amigos, para que deem mais atenção a pequenos gestos mas de grande valia. PARABENS FATIMA QUEQUIDA

    ResponderExcluir
  2. Fá, adorei o texto, vc melhor que ninguém para nos direcionar e abrir nossas mentes. Para fazer alguém feliz não precisa muito, apenas carinho, dedicação e atenção. Com certeza nos sentiremos como as melhores pessoas do mundo!
    Beijocas minha linda! Parabéns pelo artigo!

    ResponderExcluir